Mais de mil pessoas se emocionam com espetáculo no Adamastor

por - 19 dezembro


Magia, leveza e satisfação por mais um sonho realizado. No último sábado (16), alunos do curso livre de ballet clássico do Projeto Educadança apresentaram-se no Teatro do Adamastor Centro e cumpriram com êxito mais uma importante etapa de sua formação artística na modalidade. Iniciativa da Secel – Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, o Projeto atende cerca de 400 alunos, crianças e jovens entre 5 e 19 anos.
Durante o espetáculo, um público com mais de mil pessoas lotou o Adamastor e teve a chance de conferir coreografias especialmente selecionadas para mostrar o trabalho realizado ao longo do ano, apresentado em duas sessões, e baseado em ballet de repertório, como “A Bela Adormecida”, “Quebra Nozes”, “Don Quixote”, entre outras.
O diretor de Cultura da Secel, Tiago Ortaet, ressaltou a importância da arte na formação de crianças e jovens: “A dança evoca o poder transformador da arte, sobretudo sua potencialidade de ensinar valores como colaboração, respeito, disciplina, uma aprendizagem que, sem dúvida, marcará toda a trajetória de vida desses alunos”. 
Para a professora Bruna Mascarenhas de Rezende Stern, que junto com as professoras Fabiana Mazucante Serra Pinto e Flávia Maria Bicudo Medeiros Planas, realizou um trabalho de excelência bastante elogiado pelos pais dos alunos, o espetáculo evidenciou algumas conquistas importantes: “Tivemos um longo percurso, um ano cheio de adaptações e conseguimos fechar essa primeira etapa com chave de ouro, pois nos envolvemos no projeto e ganhamos a confiança e o carinho dos pais e dos alunos. O resultado foi esse, duas sessões completamente lotadas no Adamastor, algo realmente lindo de sever”.
Desde que foi criado, no início deste ano, o Projeto Educadança gerou uma economia de mais de 1 milhão de reais aos cofres públicos com o cancelamento do contrato com instituições privadas que oferecia cursos de ballet.
O Projeto atende modalidades que vão desde o baby class (5 e 6 anos), o pré-ballet (7 a 9 anos) até o 9º ano. Crianças com 10 anos ou mais também podem participar, desde que tenham experiência anterior em ballet clássico.
Para 2018, o projeto será ampliado e cerca de 700 alunos serão atendidos. O período de inscrições para novas turmas está previsto para o mês de fevereiro. 
Imagens: Divulgação 

VEJA TAMBÉM

0 comentários