MAIS UM CAPÍTULO DE NOSSA LUTA PARA GARANTIR O DIREITO DE NOSSA MÃE

por - 13 setembro


CARTA URGENTE AO DIRETOR DO CONVÊNIO MED-TOUR SAÚDE
ANS nº328537
Prezado senhor diretor como já é de seu pleno conhecimento, mediante as inúmeras vezes em que busquei informações e levei solicitações pessoalmente à sua assessoria, inclusive com documentos protocolados à vossa senhoria; venho novamente requerer serviços de saúde de extrema necessidade à paciente Maria Alves do Nascimento, atualmente inválida, acamada e já em procedimento jurídico de interdição; cliente do convênio há mais de DEZESSETE ANOS.
O meu pedido é embasado nas muitas solicitações dos médicos conforme documentos em anexo, mediante a piora do quadro clínico e progressivo das doenças que a acomete. Dentre as solicitações que primeiramente contamos com a sensibilidade, presteza, atenção e zelo à vida humana, destacamos:
1)      Ambulância para transporte (mediante extrema incapacidade de locomoção da paciente e seu quadro debilitado)
2)      Teste Neuropsicológico (conforme solicitado pelo Dr. Aldo Rene Yepes Madrid – Neurologista, CRM-SP XXXXXX, segue cópia em anexo)
3)      Reavaliação do quadro clínico da paciente, atualmente internada no quarto XXX0, do Hospital Bom Clima, haja vista, que recebemos a notícia no dia anterior que a paciente recebeu alta hospitalar, mesmo sendo medicada no dia seguinte com antibióticos fortíssimos para combater quadro infeccioso.
4)      Indicação de Plano Terapêutico com URGÊNCIA para equipe multidisciplinar de serviço HomeCare, conforme todos os pedidos médicos já apresentados e protocolados. 

Considerando a META da empresa MedTour Saúde QUE ASSEGURAbuscar ser a melhor operadora de saúde de Guarulhos e região”, considerando inclusive a MISSÃO da empresa QUE GARANTE “oferecer aos clientes, atendimento diferenciado com eficiência e competência, visando a promoção constante da saúde e a garantia de parcerias leais...” e ainda considerando os VALORES da empresa QUE PROMETErespeitar e cumprir com dignidade e ética os serviços prestados aos clientes, fidelizando-os a cada dia.” questiono a vossa senhoria se é praxe dessa empresa ignorar os constantes pedidos de seus próprios profissionais de saúde, bem como de todos os familiares da paciente em questão ou esse impasse significa apenas uma falha temporária que será imediatamente corrigida a fim de fazer cumprir na prática o que a empresa explicita em sua propaganda na internet e meios de comunicação?

Continuamos aguardando respostas. Não hesitaremos em levar o caso ao Conselho Municipal de Direitos da Pessoa Idosa, Secretaria Municipal e Estadual de Direitos Humanos, Procon, Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA, Conselho Regional de Medicina, diversas redes sociais, Site ReclameAqui e demais veículos de comunicação para a garantia integral dos direitos da paciente. Porém, antes dessas medidas acreditamos contar com o bom senso da empresa e de seus dirigentes para a resolução da situação.

Guarulhos, 14 de Setembro de 2018

Respeitosamente

 

Tiago Geraldo do Nascimento

Filho-Tutor da senhora Maria Alves do Nascimento


VEJA TAMBÉM

0 comentários