Meu amigo Luís Sobral comenta o fatídico incêndio que destruiu o museu nacional

É como se apagassem de repente o seu nascimento. É como se rasgassem a sua identidade. É como se adquirisse amnésia total. É como se lhe tirassem a vida. A civilização perde, não é só o Brasil.
Além de tanto que fazem para deixarmos de lembrar de onde viemos, dessa luta cretina contra a arte; além de restringirem a liberdade, desrespeitarem a criatividade; para além da desvalorização da cultura: a ignorância, a negligência, a desfaçatez e a incompetência agora destruíram nossa memória, nossas referências e nossa história e, assim, deixamos de existir mais um pouco. #rip #museunacional

VEJA TAMBÉM

0 comentários