Bons exemplos

Padaria ‘viraliza’ após criar cesta de pães gratuitos em Guarujá

Ideia tem beneficiado, principalmente, moradores de rua. Cesta fica disponível o dia todo, em Vicente de Carvalho


João Amaro

Cesta de pães fica disponível para pessoas necessitadas em frente à padaria, em Vicente de Carvalho, Guarujá (Foto: Jeane Proença/Arquivo Pessoal)
Uma padaria de Vicente de Carvalho, em Guarujá, ganhou destaque nas redes sociais nesta semana. Com uma cesta em cima de uma mesa, colocada em frente a uma das portas, o estabelecimento passou a doar os pães que não são vendidos ao longo do dia para pessoas necessitadas. A ideia caiu nas graças dos internautas e gerou uma 'onda' de gratidão entre os moradores do bairro.
A iniciativa começou há pelo menos dois meses em uma padaria localizada na Avenida Santos Dumont. Segundo a proprietária do local, Jeane Proença, de 42 anos, a ideia surgiu despretensiosamente, apenas na tentativa de desafogar o fluxo de pessoas dentro do local.
"Sempre fizemos distribuição de pães, aleatoriamente. Mas as pessoas acabavam indo nos horários de pico, e não dávamos conta do fluxo de atendimento. Então, tivemos essa ideia", explica.
Com o marido, ela é responsável por administrar a padaria, que está na família há 45 anos. Jeane só não esperava que a iniciativa pudesse gerar tanta repercussão. “Só fiquei sabendo da repercussão na quarta-feira (7), e quando abri meu Facebook, não acreditei. Foi surpreendente”, conta.
Rogério, morador de rua que usa a cesta; pães ficam disponíveis durante todo o dia (Foto: Jeane Proença/Arquivo Pessoal)
Jeane explica que todos os pães que ficam disponíveis na cesta, identificada por uma plaquinha com os dizeres “Doação para quem precisa”, são reabastecidos sempre que uma nova fornada é colocada à venda. "Esses pães do dia eram incinerados. Há tanta gente com fome e tanto pão sobrando. Por que não fazer algo bom?", questionou.
Mesmo pequena, a cesta alimenta pelo menos 20 pessoas diferentes todos os dias, a maioria delas moradores de rua. "Vão de 12 a 20 pães doces por dia na cestinha. Agora, as médias, a gente não tem nem ideia. É muito mais que isso

VEJA TAMBÉM

0 comentários