10º Procissão do fogaréu marca comemorações da Semana Santa

por - 15 abril







            É com muito orgulho de podermos
atender mais uma importante demanda da sociedade civil que apresentamos a Vossa
Senhoria mais uma atividade de difusão da cultura popular e tradicional
guarulhense arraigada com diferentes coletivos culturais e entidades que
promovem há décadas temáticas que dialogam entre o sagrado e o profano, entre o
clássico, popular e erudito para apresentações híbridas de diferentes
linguagens artísticas e setores de nossa cultura brasileira.

O
evento multicultural, folclórico e transversal “FOGARÉU” originário no Brasil
no estado de Goiás, que há 10 anos é celebrado também na cidade de Guarulhos e
remonta uma encenação em cortejo teatral com artistas guarulhenses em todas
suas especificidades artísticas como grupos de atores, núcleo de música ao
vivo, instrumentistas, canto lírico, figurantes, exibição de estandartes e
demais detalhes que compõe toda sua grandiosidade pelas vias públicas do centro
de Guarulhos.

Desde
seu início a apresentação andante conta com o apoio de diversos setores da
sociedade, coletivos, grupos culturais, entidades filantrópicas e artistas
independentes. O público estimado para essa edição é de aproximadamente 1000
pessoas. Tradicionalmente o evento é realizado a partir da frente da catedral
de Guarulhos, na quinta-feira santa; dia 18 de Abril de 2019 das 22h à 0h. 

PARTICIPE, LEVE SUA FAMÍLIA!!!

Tiago Ortaet
Diretor de Cultura do Município de Guarulhos
 
Histórico:
A Procissão do Fogaréu é uma tradicional
procissão cultural e artística com
raízes
religiosas realizada anualmente na madrugada da quinta-feira santa.
santa, com a iluminação pública apagada e ao som de
tambores, à porta da
A procissão encena a prisão
de Jesus Cristo
e tem início às 23h
da quinta-feira
Catedral
de Guarulhos; em frente ao marco zero da cidade.
Tradicionalmente, 40 Farricocos vestidos
em indumentária especial e segurando
tochas, representam soldados romanos. Eles seguem
descalços, pelas mais
antigas
ruas da cidade.
Uma multidão de pessoas, composta de turistas e
moradores locais, assistem ao
espetáculo, marchando juntamente aos Farricocos em
direção à escadaria da
Igreja de N. S. do Rosário, onde encontram a mesa da
última ceia já dispersa.
prisão.  Este é
representado por um estandarte de linho pintado em duas faces,
Em seguida, avançam na direção do personagem de Cristo
simbolizando sua
obra de artista plástico oitocentista Veiga Valle. A indumentária utilizada pelos
Farricocos caracteriza-se por uma túnica comprida de
cores variadas e por um
longo capuz cônico e pontiagudo, guardando fortes
semelhanças com as
vestimentas que ainda hoje são comuns nas celebrações
da semana santa na
Espanha. Trata-se, com efeito, de um traje de origem medieval, o qual era
costumeiramente utilizado por penitentes que assim
podiam expiar seus pecados
sem
ter que revelar publicamente sua identidade.

Outros eventos semelhantes pelo Brasil e Portugal

Em Caxias é realizada na quarta-feira santa, saindo na Catedral
de Nossa
·                    
Senhora dos
Remédios.
·                    
Em Lorena é realiza na sexta-feira santa.
Em Petrópolis, a procissão foi introduzida no calendário da Igreja
Católica na Paróquia de São João Batista, localizada
no distrito da
Posse, a
·                    
40 km do
centro da cidade.
·                    
Em Braga,
também é chamada de
Ecce
Homo
.
Em Santa Luzia, na Paraíba, a procissão é realizada na
quinta para a sexta
·                    
feira santa,
saindo da igreja de São José Operário até a capela de São Sebastião.
·                    
de Santo Antônio.
Em Porciúncula é realizada na quarta-feira santa, saindo da Igreja
Matriz
·                    
Em Bacabal é realizado na quarta-feira, logo no início da noite.
[5]

VEJA TAMBÉM

0 comentários