Procissão do Fogaréu emociona fieis na noite de quinta-feira Santa

por - 22 abril

Foto: Rodrigo Marcelo
A grande movimentação de pessoas em frente à Igreja Nossa Senhora da Conceição na noite desta quinta-feira (18) indicava o fim da Missa da Ceia do Senhor e o início da 10ª Procissão do Fogaréu. Da Praça Tereza Cristina, onde ficam o marco zero da cidade e a Igreja Matriz, até a Capela Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, os fiéis assistiram encantados a um espetáculo marcado por cores, luzes, música, teatralidade e fé.
A abertura do cortejo sacro-folclórico contou com as presenças do Secretário de Cultura, Vitor Souza, do Bispo da Diocese de Guarulhos, Dom Edmilson Amador Caetano, e demais autoridades de ambas as instituições.  “É com grande alegria que a cidade de Guarulhos recebe a 10ª Procissão do Fogaréu, um evento muito significativo e que mostra toda a diversidade cultural do nosso município, enfatizando uma série de atividades da Semana Santa na região do Alto Tietê”, comemorou o Secretário.
Ao longo de todo o trajeto, os fiéis acompanharam as performances de artistas da cidade, que encenaram uma das passagens bíblicas mais tocantes, a prisão de Jesus Cristo pelos soldados romanos. Comovente, a atuação dos Farricocos encapuzados que carregavam tochas impressionou o público, misturando ao imaginário cristão nuances de fé cênica de absoluta magia. 
Precursor e idealizador da festa em Guarulhos, o poeta cordelista Bosco Maciel comemorou o empenho dos artistas, que a cada edição oferecem nova roupagem à procissão em meio a uma forma bastante peculiar de se fazer arte. “Cada um de nós deu o seu melhor para mostrar que a procissão em Guarulhos está à altura deste evento que acontece em muitas cidades brasileiras”, vibrou o cordelista, comemorando a realização desta festa popular, uma tradição popular brasileira que remonta do século XVIII.
Para o artista e servidor da Secretaria de Cultura, Luiz Etnia, que interpretou com maestria a saga de Jesus Cristo durante a procissão, essa passagem bíblica torna-se ainda mais autêntica por fazer um resgate histórico das verdadeiras origens cristãs: 
“Recebi com grande surpresa o convite para encenar o personagem; interpretar Jesus Cristo nunca foi um sonho, pois minha origem negra sempre fugiu do estereótipo do imaginário cristão”, conta Luiz, satisfeito com a inusitada oportunidade.
Além das belíssimas camponesas da Cia. de Dança Zazu, da fervorosa batida de percussão dos alunos do Conservatório Municipal de Guarulhos e do encantador canto lírico apresentado, chamou a atenção ainda a participação dos palhaços medievais da Súcia Bufanesca, que abrilhantaram a procissão com uma interação bastante diferenciada com o público: “Essa edição trouxe ainda mais forte os aspectos do sagrado e do profano, em um evento que ganha as ruas da cidade, transformando-a em um grande espaço de convivência artística entre as pessoas”, observa o palhaço Fabu Valente, em meio a abordagens curiosas que conquistaram a simpatia dos fiéis. 
A Paixão de Cristo nas cidades do Alto Tietê
A Semana Santa nos municípios do Alto Tietê abriga ainda eventos gratuitos em celebração da Páscoa, como a Paixão de Cristo. Nesta sexta-feira, 19, a Paróquia São Benedito, da Diocese de Mogi das Cruzes, apresenta musical às 18h, no Centro Pastoral, em Biritiba Mirim. 
Em Santa Isabel, a Paixão de Cristo acontece em frente à Igreja Matriz, às 20h. Em Poá, acontece o maior teatro ao ar livre do Alto Tietê, Passos da Paixão, a partir das 20h, na Praça de Eventos, no centro. 
Já em Santa Isabel, até o dia 26 de abril, acontece a exposição fotográfica “Todas as Paixões”, que lembrará as edições anteriores da peça, contando com um acervo de mais de 80 fotos, além de figurinos utilizados pelos atores durante os espetáculos e objetos cênicos.
O Cineclube de Santa Isabel também exibirá, durante todo o período de funcionamento da mostra, o filme da apresentação Paixão de Cristo 2018 – ‘Amai o próximo como a ti mesmo’. A Sala Santa Isabel fica aberta de segunda a sexta, das 9 às 17h, e está localizada na Avenida Manoel Ferraz de Campos Sales, 95, em frente à Igreja Matriz.
 Por Carla Maio
Publicado em 19/04/2019, às 11:01

VEJA TAMBÉM

0 comentários