TRUPE ORTAÉTICA & E.E. TOMIE OHTAKE CELEBRAM A EXUBERÂNCIA DO PROTAGONISMO JUVENIL EM PROJETO DE MODA

por - 19 junho

A Escola Estadual Tomie Ohtake tem tradição em realizar grandes projetos artísticos e culturais em seus 20 anos desde sua fundação no ano 2000. A escola que já realizou mostras de cinema, festejos populares, virada cultural independente, batalhas de rimas e plataforma digital de artes; com grande repercussão na cidade; realiza no próximo dia 17 de Junho a décima edição anual do evento cultural “OHTAKE FASHION WEEK”. Idealizado pelo arte/educador Tiago Ortaet, o evento de moda é fruto de um ciclo didático desenvolvido com estudantes do ensino fundamental II e Médio, através de pesquisas pautadas em 3 categorias: “Ethos & Hábitos” que consiste em produções de roupas a partir de estudos de culturas de outros  países; “Ideias Sustentáveis” onde os aprendizes focam as criações a partir de resíduos sólidos e “Arte de Vestir” que consiste em produções têxteis que homenageiam algum grande artista nacional ou internacional.

O projeto é uma parceria da escola com jovens artistas do coletivo cultural Trupe Ortaética  de Teatro Comunitário, que tem dentre seus integrantes, ex-alunos da escola. A ação promove o protagonismo juvenil e a liderança dos jovens de modo que os adolescentes criam seus projetos em grupos de pesquisas e pensam em todos os detalhes para a exibição das peças em desfiles exclusivos no grande dia do fashion week.

A produtora guarulhense Patricia Hilário, realizadora do concurso cultural Miss Plus Size de Guarulhos, foi convidada para orientar os estudantes nos ensaios dos desfiles, proporcionando aos participantes, melhor consciência corporal, noções de passarela e postura de palco. Para essa edição o projeto contará também com um desfile especial “Plus Size” com o objetivo de empoderar todas as possibilidades de desfile.

Para o professor Tiago Ortaet, organizador da mostra, realizar projetos dessa natureza dentro da escola publica traz maior ideal de pertencimento perante os estudantes, educadores e comunidade escolar como um todo, tendo como epicentro, a arte e seus temas transversais “Mobilizar a juventude através do mote artístico e cultural é sem dúvida uma excelente oportunidade de refletir sobre temas relevantes sobre saúde dos profissionais da moda, cadeia produtiva, economia criativa e questionamento de padrões impostos pela mídia” ressalta o educador.

A produtora de moda e empresária do ramo cultural Patrícia Marques é uma das grandes parceiras do projeto e ainda comporá a mesa de júri-orientador da mostra. Diversas empresas, profissionais, artistas e ativistas sociais estão colaborando para a realização do evento que tem entre suas grandes características a ação coletiva em prol de uma celebração da diversidade e da escola pública em movimento.

Para a diretora da unidade escolar Edna Ribeiro o projeto valoriza a produção dos estudantes e os colocam como protagonistas “A autoestima dos estudantes é percebida no envolvimento deles com o projeto. Toda escola precisa ser reinventada e estamos dando nossa contribuição para uma educação contemporânea” reflete a diretora.










 FOTOS BY RODRIGO MARCELO








VEJA TAMBÉM

0 comentários