ROTEIRO DE ESTUDOS ESTÉTICOS - BRASA RUBOR - PROFESSOR TIAGO ORTAET

por - 12 agosto


1)      Quais são as primeiras 10 palavras que vem à sua mente ao pensar na palavra: VERMELHO?
2)      Acesse o blog e leia o texto de referência teórica “A cor vermelha na história e na arte”
3)      Observe atentamente em quais peças publicitárias a cor vermelha é predominante. Escreva o que mais lhe chamou atenção nas propagandas dessas marcas.
4)      Traga urucum (coloral) para a sala de aula e experimente criar imagens em seu caderno.
5)      A cortina de veludo de grandes teatros pelo mundo, o símbolo de emergência, a tonalidade da pele ao estado febril, a brasa do carvão, o “pare” do semáforo, a réstia do por do sol ou a pintura pele do índio; há muito vermelho no nosso cotidiano. Crie uma lista com diferentes situações onde há a presença da cor vermelha. Liste cada uma das colunas abaixo com suas experiências com a cor vermelha:
OBJETOS
SENSAÇÕES/SENTIMENTOS
PAISAGENS
LUGARES
CULTURA

























6)      Recorte imagens de jornais e revistas que representem os tópicos acima.
7)      Construindo a poética de uma obra de arte:
8)      Esboçar um grafite em seu caderno; com o título do projeto de pesquisa “BRASA RUBOR” explorando tons de vermelho. Escolheremos juntos os trabalhos que poderão ser grafitados numa das paredes da escola.
9)      Trazer linhas e um pedaço de tecido de qualquer tonalidade vermelha para a composição de um grande manto de retalhos para a cena que criaremos em sala de aula.
10)   Crie um projeto de arte gráfica em que você substitua o vermelho de alguma imagem tradicional por qualquer outra cor.
11)   A instalação de arte contemporânea “Desvio para o vermelho” do artista brasileiro Cildo Meireles pode ser encontrada facilmente em registros na internet. Descreva as suas impressões ao ver a obra.
12)   “O antes da matéria, o amor fecundo, o néctar que corre na artéria, óvulo do mundo, casa-abrigo do meu instinto, rubor de vinho tinto, interior de artista, olhar faminto, aquele estandarte e capa de revista com a manchete que não desminto, foco e mente ativista, desse meu coração labirinto...
Somos todos perecíveis, suspiros e hemoglobina, somos átomos, células e a vida que se esvai como o derreter da parafina... Me encontro em sonhos e no meu avesso que me reconheço... Sou tons de vermelho, poesia e conselho... Sou um derramar de tintas;  um suspirar com cem ajudas de aparelhos e o rubor da minha alma que aparece no espelho” trecho do livro “BRASA RUBOR” de Tiago Ortaet, 2019. Do mesmo modo que me descrevi poeticamente utilizando metáforas a partir de referências da cor vermelha, construa um texto em que você se apresente tendo como base experiências com a cor em seu dia a dia.
13)   A tonalidade do cabelo da garota ruiva, o ferrugem da geladeira, o rosa do estereótipo feminino ou o magenta das artes gráficas; explore as derivações do vermelho em sua complexidade... Crie um desenho que represente essa diversidade...
14)   Responda a enquete virtual que se encontra no blog para que tenhamos uma amostragem estatística sobre a influência das cores no nosso cotidiano.
15)   Conheça a exposição homônima ao nosso projeto artístico que está em cartaz no Instituto Tomie Ohtake.


VEJA TAMBÉM

0 comentários