NOSSO DOCUMENTÁRIO "SE ESSA CIDADE FOSSE MINHA" ESTÁ PRONTO PARA EXIBIÇÕES PÚBLICAS E DEBATES

RESUMO

Se essa cidade fosse minha” é um mini documentário sobre primeira infância e o direito à cidade, realizado pelos estudantes de jornalismo Tiago Ortaet, Karen Ramos, André Deviche e Silvia Gomes, que integram o curso “Cinema e Jornalismo – Luzes sobre São Paulo” do projeto “Repórter do Futuro” da Oboré – projetos especiais, que atua há mais de 50 anos na formação de profissionais do jornalismo. A obra traz entrevistas com mães de diferentes contextos sociais da cidade de São Paulo e entrevistas com especialistas que exploram a importância de uma cidade inclusiva. A proposta do coletivo de pesquisadores é realizar exibições públicas com debates abertos aos educadores, pais e público em geral, na perspectiva de fomentar diálogos sobre a urgência de pensar a cidade com e para as crianças.

“Se essa cidade fosse minha” documentário - 18 minutos (classificação livre)

SINOPSE

Entre a ludicidade da criança e a sua inerente interação social para suas descobertas enquanto sujeito dotado de direitos está o ideal de pertencimento a um lugar, a uma cultura e aos contextos urbanos. Diante de todo um espectro caótico, na tentativa de usufruir da cidade, de seus meios e mensagens; a criança brinca, não importa em qual realidade esteja inserida.

A irrefutável apoteose da infância, que mesmo reinventada entre ruas, afetos, escassezes e conexões, triunfa sob a cidade grande, infinita que é. A luz do gesto simples do brincar ilumina nossa inquietude nos afluentes da criança líquida que somos e permitimos ser, sem nunca esquecer da nossa responsabilidade coletiva de recriar conceitos urbanos em que a criança seja sujeito principal das ações públicas, em toda sua complexidade.

Assim nossa poética audiovisual provoca movimento como uma criança afoita pelo repertório de rua. Convidamos todos a refletir sobre esse processo inevitável de sociabilidade e sobretudo consciência civilizatória pelos nossos filhos e para os filhos de nossos filhos como se essa cidade fosse, de fato, nossa.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUE FILME....