Projeto “Jovens Comunicadores pelos Direitos Humanos” faz seu primeiro vôo experimental




Quando se trata de reunir num mesmo projeto, jovens protagonistas, estudantes engajados e gestão pública comprometida em fomentar esforços para garantia de direitos é certo que a decolagem acontece. O entusiasmo e a energia da juventude são combustíveis para o impulsionamento do alcance das políticas públicas.

Inédito na história da cidade, o projeto é uma iniciativa da prefeitura de Guarulhos por meio da Secretaria de Direitos Humanos e consiste em fomentar a participação ativa de adolescentes da periferia de Guarulhos no centro do debate público sobre pautas identitárias, de direitos fundamentais e que combatam todo tipo de preconceito.

Nessa primeira edição o projeto contou com a brilhante participação dos estudantes Alayana Beatriz, Helouise Stephane, Marcela Cristini, Murilo Lucas, Vitória Gomes e Wesley Gabriel da E.E. Professora Simone Machado da Silva Torres do bairro Jardim Ponte Alta.

Os adolescentes já realizam um relevante projeto de educomunicação na escola onde estudam, com orientação dos educadores Shirley e Nelson; desta forma foi uma perfeita junção de objetivos públicos. Além disso a equipe poderá ser orientadora de outros jovens na edição 2022, em calendário formativo a ser construído coletivamente.

O projeto foi idealizado conjuntamente entre o gabinete da Secretaria de Direitos Humanos sob a orientação da chefe de divisão Lígia Locco e o diretor de políticas para as mulheres Professor Tiago Ortaet, que coordenou a ação educativa com os jovens. Para Ortaet promover a inserção dos jovens nas discussões é uma imprescindível ação de cidadania É dever de todo profissional que trabalhe diretamente com a construção de políticas públicas, aproximar jovens da periferia para o centro do debate público, fomentando protagonismo juvenil, liderança e aprendizado significativo.” destaca o diretor.

No último dia 06 de dezembro foi realizada uma formação para os adolescentes sobre a importância do jornalismo na democracia e as pautas em direitos humanos, o evento aconteceu na Casa do Jovem, através de uma parceria com o coordenador do curso de jornalismo da Universidade Cruzeiro do Sul, Professor Antônio Assiz.

O projeto também contou com apoio da secretaria municipal de educação que promoveu o transporte dos jovens em todos os dias de atividades.

Os participantes se dividiram e marcaram presença nas salas temáticas do III Fórum de Direitos Humanos realizado em 10 de Dezembro no Centro Municipal de Educação Adamastor (data que celebram os 73 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos) a equipe juvenil também fez uma cobertura jornalística do evento que resultou numa edição especial de seu telejornal estudantil “A fala é nossa” na ocasião, entrevistaram o secretário de Direitos Humanos de Guarulhos, Abdo Mazloum, como pode ser conferido abaixo.

Durante a plenária de debates do fórum, a estudante Alayana, de 17 anos, falou em nome do grupo sobre a importância de terem participado “… foi muito produtivo participar desse fórum para podermos conhecer mais e sermos multiplicadores em nosso bairro...” disse a estudante.

A intenção é que o projeto expanda suas ações para mais escolas públicas da periferia e multiplique seu alcance por meio de palestras, formações, parcerias, campanhas de conscientização e inscrições para cobertura do fórum anual.   

Comentários

xerklaraia disse…
Borgata Hotel Casino & Spa Launches In Atlantic City
Borgata Hotel Casino 영주 출장샵 & Spa launched its 삼척 출장마사지 first live poker room in New Jersey in late 2018. 당진 출장샵 It also has 포항 출장안마 an online poker 여주 출장샵 room,

Postagens mais visitadas deste blog

QUE FILME....